segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Depois do parto (2)


....O corpo

"Se u khoswiiiile awahaswitivi
leswi unga mu kumisa swone
A vele laaaakwe nalaha nyimile kwaaatsi
eh papai wa mina
kambi namuntla wa nhenhentsa!"(Alfredo Mulhui)


(Já te esqueceste, já não te recordas
como a conheceste
de seios firmes
oh meu pai
mas hoje ela já perdeu a graça)


Engane-se que pensa que começou com Lizah James (nuna wa mina anga koni, lepswi ninga kuluca anga ni djuli), já Alfredo Mulhui, cantor de renome no panorama de música ligeira moçambicana, cantava em suas baladas a postura dos homens em relação ao aspecto físico de suas companheiras, resultante das ‘naturais’ alterações ocorridas durante a gestação e nao só.

Durante a gravidez ocorrem alterações no corpo da mulher: A barriga cresce, o peito aumenta/cai, o corpo fica flácido enfim, sendo que depois do parto, recuperar a forma, nos dias de hoje, em alguns contextos e para certo tipo de mulher passou a ser uma prioridade.

Em média, durante a gravidez, a mulher aumenta entre 12 e 16 quilos e, no dia do parto, perde cerca de 6kg. Onde cerca 3kg são do bebé (atendendo que tenha um peso normal), cerca de 1.5kg são da placeta (membrana de envolve a água) e a própria água (líquido amniótico), finalmente cerca de 600g perdem–se com a hemorragia etc. E o resto? Como eliminar?

Não é toda mulher que consegue uma recuperação célere como a da Neyma... já vai na segunda cesariana e está com um corpitxo au point-bem, não sei a custa de quê, mas que está linda lá isso está!

O ideial seria que no primeiro ano após o nascimento do bebé, a mãe consiga voltar ao que era antes, porém nem sempre esse retorno ocorre, havendo até casos em que o peso aumenta, pois, o facto de estar a amamentar faz com que ela opte ou lhe seja recomendada uma dieta calórica de acordo com a sua realidade.

A pressão exercida pela sociedade, pelos maridos, amigos e colegas de trabalho nalguns casos ou por elas próprias entre outras, são as causas que fazem com que muitas mulheres clamem por uma recuperação rápida.


A recuperacao é importante nao só pela estética, como também por questões de saúde mesmo, penso que todos sabemos que o peso excessivo pode criar
outro tipo de complicacoes na saúde e não só.

Nao estou aqui a defender que existe um formato ideal/standard de corpo para toda a mulher, aliás, é importante salientar que para uma mãe, perder peso em pouco tempo tanto pode implicar a redução da qualidade do leite de peito, como a suspensão da amamentação, expondo assim os bebés a certos riscos.

Mais ainda, algo que muitas mulheres e homens não sabem, ou ignoram, é que a
amamentação não só é uma forma de alimentação vital para o bebé como nos primeiros seis meses após o parto, se a nutriz (mãe) estiver amamentando exclusivamente e não menstruar, a chance de engravidar é de apenas 0,5 a 2%, logo, é mais do que recomendável.

Portanto, deixo aqui o meu apelo aos homens, para que dêm um “toque” as companheiras sim, mas de forma carinhosa, evitem comentários redutores do tipo “hiiii tás muito gorda, enorme, não ficou um bebe ai???
Há quem diga que as mulheres tornam-se mais sexys depois de serem mães, eu concordo!

Ahh, não posso deixar de extender o apelo p’ras vasikates, principalmente as que costumam dizer “xiii amiga assim não dá faça qualquer coisa, vao te fugir lá em casa”.... O pós parto, nalguns casos, é um momento de muitas dúvidas na cabeça da mulher e, uma delas, é o medo de não poder voltar a ter a mesma aparência de antes.

Para o bem de toda família, é recomendável que depois do 1º. ano as mamãs começem a preocupar-se em resgatar os contornos de antes da gestação!

14 comentários:

Chacate Joaquim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Chacate Joaquim disse...

Vocês pá!... kkkkkk assim acabam nos descubrindo!... kkkkk

Assim vasikate, eu também acho que depois do parto a mulher é mais atraente. pode ser que outros não achem o mesmo. mas Yndongah ficou o conselho, veja que um "gajo" pode até dizer fogooo esse teu rabinho ai avulumou-se um bocado no bom sentido e ela põe se arir sem eu pensar que estarei a meter água.

Nini disse...

Hehehe...mana Yndongah, eu estou numa luta frenetica para perder 13 quilinhos. Xiiii...mana não imaginas como é desconfortável ouvir “ tua barriga vai ficar assim pra sempre? Estas redondinha. Onde esta aquela Nini que conheci?”. xiiii... isso baixa completamente a auto-estima. São engraçados esses comentários vindo de alguém que deseja ter quatro filhos. Mas como não quero me sentir relegada, faço questão de fazer exercícios físicos porque também ajudam na minha autoestima. bjs

Jorge Saiete disse...

A compreensão é importante para que a mulher recupere mas uma coisa é certa. depois do parto a mulher fica bem deformada, shiiii. mas a natureza é generosa, ela volta a recuperar a beleza anterior.

Yndongah disse...

ja os decobrimos ha muito tempo Chacate.Agora toma mais cuidado para nao meter agua!

Yndongah disse...

Pois pois Nini, realmente comentarios desses fazem mal ao ego, mas nao corras sob pena de prejudicares a Nicky e a ti propria.

Por enquanto curta estes momentos em que estas mais fofinha, podes crer que um dia o Shir vai sentir sudades das carninhas hehe.

Yndongah disse...

Amigo Saiete tem toda a razao a compreensao eh importante,deformada?Acho que eh exagero!Eh incrivel como o nosso corpo se transforma em cada fase, parece magia.

Júlio Mutisse disse...

A compreensão é, de todo, essencial. Mas a atitude de ambos é ainda melhor.

Não vou pressionar minha mulher por uns "13 quilinhos" como os da Nini, mas, com sinceridade, espero que ninguém espere que eu reaja com naturalidade à transformação dos "13 quilinhos" em 20, 27 ou 30 na idade em que estamos. Acho que nem é isto que o post nos pede/ensina. Ensina-nos das transformações que ocorrem na mulher para que estejamos conscientes delas e ajudemos a que não sejam problema. IMPORTANTE para mim é que a mulher não se acomode nessas transformações a ponto de se transfigurar. Eu tenho um papel nisso, tenho que ajudar...

amosse macamo disse...

um post isento em todos os sentidos...claro que nao vou achar normal os quilos que a miñha mulher ganha com a gravidez e seu aspecto pos-parto (toda entornada ka ka ka ka ), mas tambem, isso nao significa que a vou pressionar de todas as formas para retomar a forma.
mas tambem que se diga, que se ha mulheres que perdem algum charme pos parto, ha outras que acabam ganhando.
o produto do parto, 'e que acaba compensando tudo isto e la no fundo, mas bem baixo para que elas nao oiscam dissemos, deformada, mas deu nos algo bom...o resto 'e resto e acho que nem parte da pressao do homem e da sociedade, mas sim da figura que ela descobre todos os dias que vai ao espelho e claro, olhando as fotos de quando era catorzinha....bolas

amosse macamo disse...

...e logicamente que a escolha da musica do Alfredo Mulhui, para o tema foi mui, mas mui feliz..parab'ens pela abordagem e por esta ser consubstanciada pela musica mocambicana, phambeni e acho minha amiga que se prestares bem atencao, a musica mocambicana, e a feita no sul de Mocambique em particular, retrata no fundo, os problemas da mulher e engracado, sempre cantado por homens, qual cantigas...
espero mais abordagens, tendo como pano de fundo a musica mocambicana

Chacate Joaquim disse...

São românticos amosse macamo. kkkkkk boa tirada para as meninas verem quais sõ as melhores escolhas.

kkk abraços

X!mb!t@nE disse...

Normal nao é, mas a forma como deve ser gerida a situacao é que requer cuidados, Amosse.

Pessoalmente, fui infeliz no pos-parto nesse sentido. Mas, mesmo assim, acredito que sou a mais feliz das mulheres.

X!mb!t@nE disse...

Obrigada, Chacate!

Nyabetse, Tatinguwaku disse...

Ola, como sempre, venho com os meus comments, atrasaaaaada! Parabens pelo artigo, ele ilumina tanto as mulheres como aos nossos parceiros, serve de voz para aquelas que nao sabem/conseguem expressar-se. E para os manos para serem mais cautelosos com os comentarios, bem como como podem ser mais gentis!

beijocas e votos de uma linda semana!